Sexta, 20 Março 2015 12:00

A importância da loja física em tempos de e-commerce

Escrito por

Quando falamos do mercado varejista brasileiro, sabemos que existe uma semelhança importante dos nossos hábitos de consumo com os dos americanos muito maior do que com outros países. Por isso, quem trabalha com varejo sempre olha para os EUA em busca de uma possível tendência, observando o que já acontece por lá e pode se repetir por aqui.

Um ponto que vem sendo discutido pelos maiores varejistas americanos há alguns anos é a importância da loja física. Existia um debate sobre se as lojas físicas continuariam relevantes mesmo na era do e-commerce ou se o consumidor iria migrar de forma significativa para a compra virtual.

Pois esse debate parece ter ficado no passado. Já existem várias evidências de que a compra virtual não toma espaço da loja física – e muito menos a substitui. As duas formas, na verdade, se complementam.

Ter uma loja física para que o cliente possa visitar, olhar e experimentar os produtos ou serviços ainda é fundamental. Mas, sendo assim, onde está então a importância de as empresas também terem à disposição dos seus clientes o formato de vendas online?

O primeiro ponto é que um canal não irá acabar com o outro. O segundo ponto é que esses dois importantes canais de venda do varejo não podem andar de forma separada na empresa com estratégias e objetivos diferentes. Afinal, ambos atenderão o mesmo cliente, que deseja ter a facilidade de escolha em cada momento, de onde é melhor comprar.

A estratégia de olhar lojas físicas e digitais de forma complementar está sendo chamada de "Phigital", ou seja, a fusão entre o mundo físico e o mundo digital andando de mãos dadas.

Portanto, quem ainda pensa se deve ou não entrar nas vendas online, já está atrasado e precisa ser muito rápido, pois quem não estiver neste canal, estará também perdendo vendas no seu canal tradicional, a loja.

Segundo dados do varejo americano, as lojas virtuais ganham importância a cada ano e não só pelas vendas que realizam, mas também porque ajudam a trazer mais clientes para as lojas físicas. Estima-se que 29% dos americanos que visitam a loja física pesquisaram os preços e produtos na internet antes.

No mercado de hoje, não podemos mais pensar em ter um canal de vendas online sem ter também, como suporte, lojas para receber e criar uma experiência diferenciada de consumo. Também não podemos achar que somente a nossa "velha e amada" loja física poderá sobreviver sozinha em um mercado de consumo que cada dia pede mais inovação e praticidade.

FILOMENA GARCIA
Sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. Co-autora dos livros "Franchising - Uma estratégia para expansão de negócios e "Marketing para Franquias".


http://economia.uol.com.br

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.