Legislação

Legislação

Apesar de termos avançado muito, o Brasil ainda incentiva pouco as pessoas que querem empreender.

Por três anos seguidos o país registrou saldo negativo de empresas formais – mais empresas foram fechadas que abertas no país, segundo levantamento do IBGE divulgado em outubro de 2018.

Enquanto isso nos EUA, 59% de pequenas empresas estão prosperando naquele país.

No Brasil uma empresa pequena tem as mesmas obrigações de uma empresa grande, o que é extremamente injusto, mas se você decidiu continuar vivendo no Brasil e quer empreender o caminho é entender um pouco do assunto.

Os marinheiros de primeira viagem podem se assustar com termos como empresário individual, limitada, Eireli, unipessoal.

Qual de fato é a melhor opção?

Saiba que para cada dor do empreendedor existe um remédio diferente.

A figura da empresa limitada sempre foi cobiçada por todos, mas você sabe por quê?

Imagine que você guardou uma certa quantidade de dinheiro para comprar uma casa e com o que sobrasse iniciasse um novo negócio. A casa é seu único patrimônio e você se sente seguro, pois ela abriga você e sua família.

Você então decide abrir um negócio e, como não tem sócio, seu contador disse que você poderá ser empresário individual.

Mas o que de fato isso significa?

Tudo o que existe faz parte de uma natureza. Nós, por exemplo, fazemos parte da natureza humana.

A empresa, também possui natureza, a chamada natureza jurídica. É a natureza jurídica que vai definir se você será simplesmente um empresário individual, uma empresa limitada, Eireli ou unipessoal, por exemplo.

É nessa hora que você precisará decidir qual caminho tomar e lembre-se: os caminhos que você tomar no início farão toda diferença no futuro.

A vantagem do empresário individual é que ele não precisa de sócio.

Muitas vezes você tem a ideia do negócio sozinho e não pretende dividir nada com ninguém, mas existem coisas que você precisa saber. Como empresário individual o empreendimento obrigatoriamente terá que ter seu nome pessoa física, por exemplo; João da Silva Lanches e salgados.

Você já deve ter visto muito isso por aí.

Se você sonha em ter um nome de empresa pomposo (razão social), com um CNPJ constituído como empresário individual o máximo que poderá usar é um nome fantasia.

Mas não é só isso que muda, diferentemente de uma sociedade limitada, a responsabilidade do empresário individual não é limitada, ou seja, o patrimônio e dívidas pessoais ou da organização são os mesmos. Isso significa dizer que se algo der errado na sua vida pessoal o patrimônio da sua empresa estará comprometido e o contrário também é verdade.

Esta é a segunda dica para quem está pensando em ter seu negócio próprio. A primeira é informação.

Existem ótimos profissionais que estão no mercado para lhe ajudar: contadores, advogados, etc.

Mas se você estiver informado poderá evitar muita dor de cabeça se por acaso contratar um mal profissional.

Pense nisso!