O que é ser um empreendedor?

Ser
Empreendedor

Quem é afinal esse personagem tão atuante no mundo dos negócios?

Seu conceito é o de ação, de realização, de iniciativa e de perseverança e sua definição (baseada no Aulete Digital http://www.aulete.com.br/empreender) pode ser entendida por três características:

1. Pôr em prática; Realizar
2. Decidir ou tentar realizar tarefa difícil, laboriosa, demorada etc.
3. Experimentar, procurar fazer, tomar iniciativa de ação, tarefa, realização etc.

Do lat. Imprehendere, aquele que empreende está em toda parte, em todas os setores da economia, transformando oportunidades em negócios, gerando trabalho e renda, inovando, assumindo riscos e perseverando, apesar das dificuldades estruturais e conjunturais de nosso país.

Por tudo isso, empreender não é fácil! Mas, apesar das dificuldades, o empreendedor pode encontrar no seu caminho prazer e recompensa pelo seu trabalho. Para tal é necessário que ele tome alguns cuidados com suas decisões sobre o empreendimento.

O início de tudo é o sonho, é a idealização do negócio, a visão de atividades de produção, comercialização e venda atendendo as necessidades dos clientes, que compram. E é aqui que alguns empreendedores esquecem que o sonho precisa incluir atividades de apoio e infraestrutura que fazem o negócio rodar sem sustos e sem grandes surpresas.

Gestão financeira, contabilidade, logística de compra e de entrega, estoque, estudos de melhoria, inovações, marketing e divulgação, embalagens, garantia de qualidade, atendimento a reclamações, normas de órgãos reguladores, enfim... Nada disso pode ser esquecido. E mesmo que não esteja detalhadamente aparecendo no sonho, terá, obrigatoriamente, que ser considerado no planejamento pré-investimento e pré-operação. Sim! Para investir o seu capital (Indenização trabalhista? FGTS? Capital de Giro? ...) é preciso primeiro saber se a conta fecha. Um modelo de negócio, um plano de negócio, ambos são fundamentais e não podem ser feitos depois de abrir as operações. Parece óbvio, não é? Mas muitos empreendedores, um pouco mais ansiosos, esquecem de seguir esses passos básicos.

Não está no dicionário, mas o empreendedor, além de trabalhar muito também estuda! Sim, empreendedor que é empreendedor vive aprendendo e percebe que não dá conta sozinho. Ele precisa de ajuda.

Outra que não está no dicionário: rede de relacionamentos, o famoso networking. Histórias de erros e acertos compartilhados têm um valor incrível para o negócio, porque podem impedir que o rico dinheirinho seja jogado fora, desperdiçado em atividades desnecessárias ou não prioritárias.
E onde fica o prazer nisso tudo? Na escolha do tema, normalmente associado a um hobby ou atividade rotineira. No olhar para trás e ver o quanto foi realizado, o quanto foi construído. E, lógico, na remuneração gerada, que sustenta a sua qualidade de vida e de sua família.

Se identificou? Então vem a gente!